Ajude o Peli a botar gasolina no seu carro!

segunda-feira, julho 07, 2003

Fingir-se de morto

Essa é um técnica que eu às vezes utilizo para contornar certas situações. É uma auto-defesa, creio eu.

- Caralho Pelife, tu é mó covarde.

Pode ser, mas chupa minha glande e escuta.

Quando eu tinha meus 16 anos, no auge dos hormônios à flor da pele, época em que você pede pro seu pai te deixar a 2 quarteirões do colégio pros seus amigos não te sacanearem. Enfim, estava eu andando na rua com meus 16 anos, quando tropeço e caio em plena Visconde de Pirajá. Não pensei duas vezes, fiquei no chão desmaiado. As pessoas me socorreram eu ainda pseud-atônito levanto e comento: "Preciso parar de cheirar cocaína." Pronto. Virei um drogado para as senhoras que me acudiam, um junkie para as patricinhas curiosas.. Mas em nenhum momento fui um songo-mongo que tropeça na rua por causa do seu pé 45, canela fina e 1,86m.

Outro episódio que me lembro foi num torneio de Tae-Kwon-Do na Akxe. Eu era o muleque de faixa branca que 1 semana antes do torneio pediu pro Mestre usar a amarela para a competição. Auto-confiante e cheio de soberba fui lá...ganhei a primeira e a segunda luta. A Academia me tratando como o novo Mestre Kim da Rede Bandeirantes. Quando luto a final por uma besteira tomo um chute certeiro no gogó. Cai direto no chão. Knock-out??? Burro??? Porra nenhuma, simulei uma falta de ar, me estrebuchei no chão e sai carregado como herói. :).

Agora recentemente minha babá veio me visitar. Eu achei que ia ser constrangedor aquele papo de te vi desse tamanho, fiz isso com você, fiz aquilo, passeamos ali, acolá. Todos tentando me acordar e eu já acordado mas fingindo que tava dormindo como uma pedra.

Oi, este sou eu, um medroso. Porém assumido.

Nenhum comentário: